Com a introdução da rede móvel 4G e da televisão digital, o panorama da radiofrequência (RF) está mudando, e isso poderá afetar os usuários de microfones sem fio.

Com a introdução da rede móvel 4G e da televisão digital, o panorama da radiofrequência (RF) está mudando, e isso poderá afetar os usuários de microfones sem fio. Alguns países da América Latina já passaram por atribuição de espectro, e outros estarão em breve sujeitos a novas regulamentações e um espectro reduzido. Mas que mudanças você pode esperar? Como essa nova realidade afetará a sua capacidade  de continuar utilizando os microfones sem fio que já possui?

Na Shure, estamos à frente da situação atual do debate sobre espectro. Nós intercedemos ativamente em nome de nossos clientes e usuários, antecipamos futuras mudanças e desenvolvemos produtos de vanguarda com tecnologia de ponta e recursos inovadores.

O que é mudança de espectro?

A demanda por novas tecnologias e serviços, e as consequentes mudanças que estão ocorrendo no panorama regulatório afetam o volume de espectro sem fio utilizável para microfones sem fio e sistemas de monitoramento pessoal. Esses produtos poderão deixar de funcionar, funcionar com menos eficiência, ou sua operação poderá deixar de ser autorizada no seu país.

Por que o espectro está mudando?

O espectro de RF é controlado por governos federais e considerado um recurso natural. Com a proliferação do 4G e de outros dispositivos pessoais de comunicação sem fio, a necessidade de mais espaço de RF aumentou significativamente. Além disso, a transição para a TV digital liberou algum espaço de RF, o que levou determinados governos a licitarem o novo “espaço livre” a operadoras de celular.

Ainda que grandes empresas (emissoras de televisão, operadoras de celular, locais de grandes eventos) que utilizem o espectro sejam capazes de obter uma licença do governo para garantir o espectro que usam, a maioria dos consumidores individuais donos de seus próprios microfones sem fio não pode obter uma licença ou não precisa comprar uma licença. No entanto, usuários de microfones sem fio devem ainda assim estar conscientes do espectro disponível em seu país e buscar informações sobre os equipamentos que funcionarão melhor com essa disponibilidade. Agora mais do que nunca, o importante é entender como escolher o equipamento ideal.

O que eu devo fazer?

- Todos os países possuem suas próprias bandas legais licenciadas e bandas de frequência não licenciadas para utilização. Você pode consultar seus órgãos governamentais locais ou o responsável por registros para obter informações detalhadas e consultar possíveis datas de transição no seu país.

- Faça um balanço dos seus microfones sem fio e sistemas de monitoramento in-ear atuais.

Com que alcance de frequência esses equipamentos operam atualmente? Eles são capazes de operar nas faixas de frequência autorizadas para dispositivos de áudio sem fio no seu país?

- No Brazil, a ANATEL pode ser contatada para obter mais informações sobre o espectro disponível:

Que soluções já estão disponíveis?

Para adaptar-se melhor à mudança de espectro e estar preparado para qualquer novidade futura, é importante abordar dois aspectos básicos sobre como os seus microfones sem fio utilizam o espectro de RF:

- Banda de sintonia: Quanto mais ampla a banda de sintonia, mais fácil será encontrar

- Eficiência de espectro: Outra forma de ajudar a explorar o espaço de RF um espaço com menos interferência no espectro sobrecarregado. Os sistemas sem fio básicos possuem bandas de sintonia de 12 MHz, 24 MHz e 36 MHz; já os sistemas profissionais atuam de 60 MHz a 225 MHz. Em outras palavras, quanto mais ampla a banda de sintonia, mais fácil será encontrar um canal UHF livre. Isso se chama eficiência de espectro. Produtos que têm circuitos extremamente lineares possibilitam o uso de cada bit de espectro disponível a nosso favor.

Todos os produtos digitais UHF da Shure, inclusive a Rede de Gerenciamento Sem Fio Shure Axient®, possuem circuitos extremamente lineares. Além disso, o Shure ULX-D® Digital Sem Fio inclui modo de alta densidade, o que permite a coexistência de até 47 canais no espaço ocupado por um único canal UHF.

E quanto aos microfones digitais?

Os microfones digitais podem apresentar diversas vantagens em relação aos analógicos em um ambiente de RF sobrecarregado:

- Opções de banda de sintonia: Sistemas digitais sem fio podem ser utilizados em bandas que não estejam ocupadas por interferências de UHF, como 1,9 GHz, 2,4 GHz e 900 MHz. Os sistemas digitais sem fio da Shure que atuam em UHF têm uma banda de sintonia muito ampla, o que facilita encontrar uma frequência compatível para todos os seus canais.

- Eficiência de espectro: Sistemas digitais sem fio UHF possuem circuitos muito lineares e podem ser capazes de se acomodar a uma quantidade maior de canais em uma ocupação de espectro inferior. É importante saber que, ainda que as bandas fora do UHF sejam utilizáveis, para uma grande quantidade de canais, a banda UHF continua sendo a melhor alternativa.

Como a Shure e os distribuidores autorizados Shure podem ajudar?

A Shure está comprometida em informar os usuários de microfones sem fio sobre as mudanças de espectro e as diferentes soluções disponíveis. Além disso, a Shure possui vários produtos que funcionam em espectro extremamente limitado e em diferentes bandas de frequência. Para obter mais informações e suporte local, entre em contato com nossos distribuidores autorizados Shure ou com os especialistas de desenvolvimento de mercado da Shure em suporte@shure.com.